Vem cá, abrace um pouco mais.

De todos os abraços, aqueles em que eu me entreguei de verdade giraram o mundo, mudaram o compasso.

Dizem que eu não sei dar bons abraços, fico no meio termo, no meio do caminho, na dúvida entre me jogar no aconchego do outro ou me reservar, me privar de tal manifestação de carinho.

abraço

Não sei porquê, ainda não entendo de onde vem essa resistência, na minha mente sou um tipo de pessoa acalorada que quer abraçar, beijar, pular no pescoço de quem quero bem, mas o corpo trava e a alma chora.abraço

Eu quero curtir os abraços, sentir o calor, viver o instante. Eu quero me encontrar todos os dias no melhor lugar do mundo de alguém sem medo, sem reservas, apenas me entregar, sentir, transcender.

abraço

Feliz dia do abraço!

 

 

Sonha em trabalhar em uma revista de moda? Confira dois documentários do Netflix sobre o assunto

Desde criança sempre amei o mundo das revistas e todo o trabalho artístico com as fotos e diagramação dos textos das edições, esse tipo de paixão escolhe a gente, é uma atração despretensiosa que surge na infância e não se vai nunca mais.

 Documentário-sobre-moda-no-netflix

Uma das minhas alegrias quando criança eram os dias em que eu ia visitar a minha tia Raimunda, ela assinava as revistas mais lindas e incríveis, lá descobri Vogue, Claudia e muito mais. Era uma leitura para adultos mas eu abria mão de brincar com os meus primos para me perder em meio as revistas, textos e imagens. Hoje continuo do mesmo jeito, parece uma atração de algo que é preciso se concretizar na minha vida mas que ainda estar por vim. Faz pouco tempo eu entendi que trabalhar em uma revista é um sonho, algo necessário para a minha vida seguir seu curso, já tive até a oportunidade na época como estagiária, mas como não ainda não tinha desenvolvido o auto conhecimento acabei por  não dar continuidade. Enfim, enquanto esse sonho profissional não se realiza sigo pesquisando a respeito e amante de história que sou aproveitei para conhecer um pouco mais desse mundo através de dois documentários super interessantes que descobri no Netflix e hoje venho compartilhar com vocês.


Um deles já foi citado neste post: 5 documentários sobre moda para assistir no Netflix

1- DIANA VREELAND

O documentário que retrata a vida de um grande ícone da moda mundial. Conhecer toda a história de vida de Diana, sua genialidade e como se tornou uma das editoras de revista mais famosas do mundo é emocionante. Atualmente o cargo de editora de moda está no auge, e inclusive frequenta o sonho de muitas meninas, esse documentário é muito interessante para as aspirantes ao cargo. Ele também nos conta vários momentos da vida de Diana Vreeland, tanto profissional como pessoal e mostra os altos e baixos da sua carreira. O Diana Vreeland dura cerca de 1 hora e 20 e é emocionante.

Confira o Trailer

2 – The September Issue

O documentário mostra o trabalho da brilhante Anna Wintour e toda a sua equipe na Vogue americana. É muito interessante pois durante o filme acompanhamos todo o desenvolvimento da edição mais importante da revista, a edição de Setembro, é possível ver e compreender como se dão as relações de trabalho no meio, como funciona o processo de criação de uma edição de revista de moda e também é possível absorver muita inspiração. Dá uma vontade incrível de correr para Vogue e dizer: Vogue me contrata!

Confira o trailer

Aproveita para programar os dois documentários para os momentos de Netflix da semana e depois volta aqui para contar o que você acharam nos comentários 😉 .

Mulheres que inspiram: Karine Drumond

”Nós começamos a empreender em busca da nossa própria autonomia, liberdade criativa e do desejo de combinar nossos super-poderes e paixões.”

Karine Drumond

karine-drummond-negócio-de-mulher

♥ Como surgiu a ideia do “Negócio de Mulher”?

O Negócio de Mulher surgiu da nossa inquietação e vontade de inspirar outras mulheres criativas. Um dia a Negócio de Mulher já foi um sonho na nossa cabeça. Tudo começou em 2011. Um dia, em um encontro de empreendedores (Startup Meetup BH), percebemos que éramos as únicas mulheres do lugar. Este fato nos aproximou ali no dia e começamos a conversar sobre várias ideias e projetos que tínhamos vontade de colocar em prática. Este encontro nos inspirou bastante. Nós começamos a empreender em busca da nossa própria autonomia, liberdade criativa e do desejo de combinar nossos super-poderes e paixões. Começamos em 2011 criando projetos femininos e em paralelo, um blog para compartilhar nossos projetos e ideias com outras empreendedoras. O blog virou negócio. No meio desde caminho percebemos que nossas iniciativas começavam também a inspirar outras empreendedoras. Foi aí que percebemos que poderíamos ajudar também outras mulheres, com nossa própria experiência empreendedora. Em 2013 assumimos como nosso propósito oficial inspirar e ajudar mulheres a empreenderem a própria vida, se reconectando com seus talentos e criando um negócio ao redor da sua vida, não o contrário.

Karine Drumond

♥ Fale um pouco sobre o trabalho de vocês e o que desenvolvem com as empreendedoras.

Desde que assumimos o propósito de ajudar as mulheres criativas, realizamos 8 oficinas femininas em São Paulo e Belo Horizonte, publicamos 3 e-books, formamos uma rede de mais de 25.000 mulheres em nossa newsletter e lançamos o primeiro curso online para empreendedoras – O Empreenda Sua Paixão –. Em 2016 lançamos também outros cursos e iniciativas focadas em produtividade criativa (o Realize sua Vida) e o coaching criativo – que é um atendimento individual para ajudar a reformular a rota da vida de maneira criativa :).

Karine Drumond

♥ Quais foram os maiores desafios e superações encontrados até hoje como empreendedora?

Quando começamos nós tínhamos uma ideia do que seria o nosso modelo, sabíamos que queríamos trabalhar com mulheres, mas não estava muito bem definido como nós faríamos ou o que ofereceríamos. Então o nosso maior desafio foi descobrir o que oferecer. Aprendemos a importância da estratégia, ou seja, saber com mais clareza, quem somos e aonde queremos chegar. Mas a estratégia sozinha não funciona, é preciso também testar, ter o feedback do mercado o mais rápido possível e ir evoluindo o modelo. Até hoje estamos testando, é puro amadurecimento!

karine-drummond-negócio-de-mulher

♥ Onde você busca inspiração para despertar sua criatividade?

Pra mim criatividade está intimamente ligado a hábitos de vida saudáveis. Eu não consigo ter boas ideias, ser criativa se estou cansada, estressada ou altamente sobrecarregada. Então a minha maior inspiração atualmente vem desta busca por equilíbrio na vida. Eu busco ter uma rotina equilibrada, por exemplo adoro acordar e ter uma rotina inspiradora, fazer um café da manhã diferente, ir na academia, andar na rua, ler um livro antes mesmo de começar a trabalhar. Também amo yoga! Me ajuda a centralizar, acalmar a mente e tudo isso eu percebo que aumentam minha produtividade, bem estar e motivação diária.

Karine Drumond

♥O que você considera o fator mais importante para o sucesso de uma empresa?

É preciso paciência e persistência. Nem sempre as coisas andam como o planejado, é preciso se preparar para os períodos difíceis, respeitar o tempo das coisas acontecerem, dominar a ansiedade.

Outro ponto é a rede de apoio. Não dá pra acharmos que a gente dá conta de fazer tudo sozinhas. Quem quer empreender um negócio ou a própria carreira, precisa descobrir quem vai ajudá-la na transição, encontrar as parcerias certas.

Karine Drumond

Qual mensagem você deixa para as mulheres que sonham em empreender?

Costumamos dizer que a paixão dá o brilho no olhar enquanto o conhecimento traz a segurança necessária. Sendo assim, queremos que você descubra o que motiva seu dia, o que você faria com o seu coração, busque o conhecimento que falta para que você inicie o seu negócio ou projeto, mas também entenda que ninguém nunca estará suficientemente pronto para começar. Por isso, assim que tiver as ferramentas necessárias à mão para se lançar, vá! Dar o primeiro passo sentindo o frio na barriga é difícil, mas pode ser uma experiência incrível e você precisa dar esse passo para experimentar. Ache um ponto de equilíbrio entre o tempo de preparo e o lançamento e lance o mais rápido que puder, de preferência com o friozinho na barriga.

Monique Fontes