Orçamento

Essa é uma das etapas mais importantes para quem deseja organizar-se financeiramente. É praticamente impossível ter controle financeiro sem estabelecer um orçamento, por isso tenha claro que você terá que adotar esse hábito no seu dia a dia.

O orçamento será um grande aliado, ele serve como um quadro da sua atual situação financeira e irá facilitar a tomada de decisões, lhe permitindo ter uma visão panorâmica, só dessa forma você irá enxergar como está gastando seu dinheiro, e o que pode ser evitado, excluído, diminuído, ou adiado para uma outra data, além de ajudar na criação do seu projeto.

Você já tem sua lista de metas, certo? ( Veja: Estabeleça metas) Agora você precisa do orçamento, ao confrontar sua lista de metas com o orçamento você irá analisar o que é prioridade, e fazer as escolhas certas, por isso ele precisa ser simples, funcional e prático. Se você tem papel e caneta não precisa de mais nada para montar sua planilha.

finanças-pessoais-site

Fonte: Internet

Para montar sua planilha é importante seguir quatro etapas bem práticas:

1º Calcule sua renda: Se você não tem uma renda fixa procure levantar a média de entrada que teve nos últimos seis meses, e considere também o que está previsto para este mês e nós próximos, assim encontrará o valor aproximado da sua renda. Se você recebe salário fixo pegue seus contracheques e anote o salário líquido.

2º Anote suas despesas na planilha: Anote as despesas separadas entre gastos fixos e gastos variáveis.

3ºColoque tudo na planilha, ela pode ser no caderno, computador, smarthphone ou tablet, o importante é que ela seja prática e esteja de acordo com sua realidade.

planilha-de-financas-pessoais-1

Fonte: Internet

Há alguns gastos que são vilões do orçamento, pois eles costumam levar boa parte da nossa renda sem que a gente perceba, portanto analise item por item, para detectar por onde sua renda está escapando, então passe a anotar todos os tipos de gastos, principalmente os menores para fazer uma análise bem precisa.

finanlas-pessoais

Fonte: Internet

Vamos começar? Quais são os maiores vilões do seu orçamento?

Porque muitas mulheres ainda tem medo de dizer não aos homens?

Pensando na história da humanidade e em como a mulher tem rompido todas as barreiras do preconceito para se posicionar e ser quem realmente deseja independente de esteriótipos e padrões me pergunto o porquê, ainda hoje, algumas mulheres se deixam levar por tanto autoritarismo e falta de respeito. Esses dias fiquei sabendo que uma senhora, professora e inteligente, trabalha o mês todo e no final do mês quem recebe e controla o seu salário é o senhor seu marido. Dá para entender?

Pense no contrário, o homem trabalha o mês todo, mas é sua mulher que recebe o seu salário, controla o que ele faz com o seu próprio dinheiro suado. Isso é legal? Acho que não, não é bom nem para a mulher,nem para o homem.

Manter o controle do dinheiro que você ganha por dedicar horas do seu dia a uma atividade remunerada é saudável e justo e não significa que por conta disso você vai deixar de ser esposa, mãe, ‘mulher virtuosa’. Sempre ouvi dizer que a relação entre marido e mulher deve ser de respeito, deve ser de amor e lealdade, não de escravidão.

Hoje deixo aqui muitas perguntas:

Por que os homens tem medo de perder o controle do dinheiro da família?

Por que as mulheres tem medo de dizer não aos homens?

Por que distorcem o objetivo da luta Feminista?

Por que a virgindade só é importante para as mulheres?

Por que a masturbação feminina ainda é um tabu?

Por que como nos vestimos impacta nas atitudes violentas de marginais que se dizem homens?

Por que acreditam que a mulher deve ser submissa?

Por que os homens dizem ter medo de mulher segura?

Por que as pessoas confundem violência com masculinidade?

Por que um relacionamento não pode ser apenas de amor e lealdade e não de disputa e força masculina?

Por que ser mulher significa para muitos ser frágil e incapaz?

Por que ainda não mudamos o nosso modo de pensar?

Porque, porquê, por que?

Sinceramente espero que um dia, essas perguntas se quer existam, pois em um mundo ‘utópico’ de fato todos serão respeitados independente de seu gênero, cor e peso.

Controle suas finanças. É chato, mas necessário.

Hello pessoas! Tudo bem com vocês?

Hoje mais uma vez vou falar sobre algo que ouvi no metrô. hehe… Gente, juro que não fico com as antenas ligadas procurando uma conversa pra ouvir! kkkkkk.,. Mas no metrô é inevitável não escutar a conversa de quem senta perto de você. Principalmente no meu caso, que não sou fã de fone de ouvido. Sempre aproveito o metrô pra ler ou digitar algumas ideias. Esse e a maioria dos meus textos foram escritos no metrô. 🙂

Enfim, vamos ao que interessa. Estava no metrô um dia desses e duas meninas (tipo 19 ou 20 anos) sentaram na minha frente. Elas conversavam em um tom de voz que até quem estava no fundo do vagão escutava. rsrsrs…. Falavam sobre como tinham gasto o salário deste mês (detalhe que ainda estamos na primeira semana né?!).

O papo começou com umas delas contando tudo que tinha comprado:

  • Um vestido que ela achou lindo na loja mas detestou no corpo;
  • Uma blusa que ficou gigantesca, mas como só tinha aquele tamanho, resolveu levar assim mesmo;
  • Um sapato super alto que ela sabe que nunca vai usar;
  • Uma saia bondage amarela que ela achou linda, mas não sabe se vai ter coragem de vestir.

Heim???? Alôooooo! Como uma pessoa faz isso? Tá, eu sei… todas nós já fizemos pelo menos uma dessas loucuras. Mas todas de uma vez! Fiquei bege! =o

 Controle suas finanças

Pra completar ela é mãe solteira de dois filhos e só sobrou dinheiro pra fazer a dispensa de 15 dias. Hã? E no resto do mês eles vão viver de fotossíntese? =o²

Meninas, controlar seu próprio dinheiro é fundamental para ser de verdade uma mulher independente. É super chato ficar ali anotando tudo e controlando cada real, mas é necessário. Afinal, a maioria de nós não ganha rios de dinheiro né?!

No caso dessa moça que contei acho critico demais ela gastar com roupa antes de colocar comida em casa. Não sou economista, nem nada, mas uma coisa que aprendi é que o primeiro passo para se controlar é definir prioridades. E alimentação, principalmente a dos filhos, tem que estar no topo da lista! Minha opinião né?!

Agora, pensando nas coisas que ela comprou… pelo jeito ela não vai usar nada. Então, além de comprar descontroladamente, ainda comprou mal. Nós, mulheres, somos mestras em fazer isso. Passamos em frente a uma vitrine e nos apaixonamos por uma peça, aí no impulso, acabamos comprando. Mesmo que não caia bem no nosso tipo de corpo ou estilo. Mas é preciso aprender a se controlar!

 Controle suas finanças mulheres

E por experiência própria digo que controle financeiro é um desafio diário. É como fazer dieta, se você relaxa um dia atrapalha tudo. O que tenho feito é anotar todos os meus gastos e ganhos em uma tabela, mês a mês. Isso me ajuda bastante a manter as coisas organizadas. Porque consigo visualizar onde o dinheiro está e assim vejo onde posso me controlar.

Estabelecer metas e prioridades também é importantíssimo. Eu sempre coloco no topo da tabela aquelas contas que são essenciais, tipo: supermercado, luz, água, condomínio. Procure se equilibrar de modo a conseguir ter uma reserva para emergências, porque aí se acontecer algo inesperado você não fica tão descontrolada.

Outra dica é fazer uma lista das coisas que vai comprar (seja no supermercado ou no shopping), assim você evita comprar um monte de produtos, menos o que estava precisando. Isso sempre me ajuda a controlar o impulso de comprar aquela peça linda da vitrine. E se decidiu que precisa pesquisar o preço de determinado item, saia de casa sem os cartões.

O mais importante e básico é: não gaste mais do que ganha!

Ao contrário da minha companheira de metrô, consumam de forma consciente. Só compre aquilo que realmente precisa e que vai usar. Antes de optar por uma peça nova, veja se não pode customizar alguma que já tenha. E ao comprar uma nova, doe a antiga para quem precisa mais que você.

Eu ainda estou aprendendo essas lições, cometo alguns deslizes, mas já melhorei demaaaais. Hoje tenho consciência do meu orçamento e faço o que está dentro dos meus limites. Confesso que o mais difícil pra mim é guardar dinheiro. Quando acho que consegui uma reserva boa, acontece alguma coisa e preciso gastá-la. Mas devagar vou aprendendo!

E vocês meninas, cuidam bem do dinheiro?

Beijos