Estabeleça metas

 

É preciso entender que a economia começa nas pequenas coisas, e que após estudar o próprio comportamento (veja Finanças Pessoais: Hábitos de consumo) como consumidora é que você vai começar a conhecer suas prioridades, fazer escolhas melhores, saber priorizar o que é mais importante, e começar a equilibrar suas contas.

O conceito de equilibrar suas contas significa que, se você se deu a algum luxo sem ter tido aumento na sua renda, o ideal é sacrificar outros para que sua conta não entre no vermelho, o que você não deve fazer é querer tudo de uma vez. Anote se o que entra de dinheiro é o suficiente para cobrir os gastos, se você perceber que a receita não é suficiente, já veja o que pode ser cortado dos seus gastos antes que a situação piore.

Com as contas equilibradas você agora precisa pensar em como irá gastar e investir aquele dinheirinho que passou a ficar no seu bolso no final do mês, já presenciei muitas amigas gastando seu suado dinheiro à toa, simplesmente porque não tinham metas bem definidas do que fazer com ele, para tudo em nossa vida ser bem sucedido é necessário definir metas, depois é necessário definir os prazos da conquista de cada etapa, e traçar uma estratégia para alcançá-las.

 

O estabelecimento das metas deve ser muito bem definido, pois todo o seu planejamento será baseado nisso. Portanto é muito importante ter claro em sua mente o que você quer para si própria, independente do seu caso esteja focada em você mesma.

2014.07.02_Defina-Metas_3

Fonte: Internet

Para fazer suas metas é necessário ter uma lista realista, minha dica é: pegue lápis e papel e pense em tudo que lhe vier à cabeça, não tenha medo de sonhar, o objetivo é anotar tudo o que lhe venha a cabeça, e depois faça uma pente fino e veja o que será aproveitado, mas antes de tudo sua lista deve ser realista.

 

Após definida sua lista considere suas necessidades e priorize o que será conquistado em curto, médio e longo prazo, trace um plano, para que o plano seja mais eficaz é melhor traça-lo com as datas de cada etapa, tenha o foco e priorize seus gastos para essas metas. Você sentirá muito orgulho de si mesma quando perceber os resultados chegando.

metas1

Fonte: Internet

E vocês ? Tem traçado metas e objetivos? Como estão investindo nos seus sonhos?

2012 o ano em que eu me encontrei

Escolhi o dia de hoje para sair da rotina do blog (peço licença por isso) e compartilhar com vocês nesta véspera de natal a minha visão sobre o que aprendi do ano que passou.

Acredito que a nossa presença nesse mundo tem a ver com evolução, aprendizado e posso dizer que em 2012 evoluí muito nas questões emocionais.

nao-desista-dos-seus-sonhos1

Não sei se é a idade (haha não sou tão velha assim, só 26) ou se é porque tudo tem uma hora certa para acontecer, mas 2012 foi o ano do auto conhecimento, aprendi muito de mim que não tinha entendido até então, com isso descobri o meu amor próprio a minha identidade e o lugar que ocupo no mundo (no meu mundo).

meu mundo

Entendi que pré conceitos podem ser desmistificados e para que isso aconteça é necessário se permitir ver as coisas através de vários filtros (tipo foto no instagram, uma cor, um tom diferente pode mudar muita coisa).

Neste ano a palavra futilidade ganhou uma nova conotação para mim. O que distancia o fútil do útil é a sua necessidade pessoal sobre o  produto alvo do seu interesse, quando temos consciência e não cometemos exageros o consumo é necessário e faz bem, hoje não me sinto culpada por querer uma roupa ou um batom novo (Se me faz bem, que mal tem?) .

Baton

Li uma frase no site Oficina de estilo que diz muito sobre o que entendo de mim hoje “Substitua consumo por autoestima” e é bem isso, saber comprar o que te faz bem, o que é necessário para valorizar e realçar sua beleza natural não é pecado e nem consumismo e sim uma forma de se valorizar, se amar e prezar o seu bem estar. #LoveConsultoriadeImagem

Vi neste ano algumas surpresas acontecerem, conheci pessoas que se tornaram importantes, também senti que perdi o vínculo com pessoas que considero importantes faz tempo, descobri o que realmente quero fazer da vida profissional e também sonhei novos sonhos, estudei bastante, li muito, mantive o foco.

Reforcei, renovei ainda mais o valor da minha família na minha vida e o desejo de construir uma (com filho, marido e cachorros) um dia.

família

Termino esse ano com a sensação de dever cumprido, metas alcançadas e expectativas superadas, é claro que nem tudo saiu perfeitamente como planejei, mas mesmo o que saiu aparentemente errado se encaixou perfeitamente no que hoje é o meu certo.

Bem assim, desejo que no ano que vem, para mim e para você metas sejam alcançadas, sonhos se concretizem , que a paz seja um objetivo e que o amor próprio seja o centro do meu, do seu mundo. (amar aos outros como a ti mesmo)

Que neste natal a arte de se aceitar e respeitar a individualidade alheia sejam um presente para quem ainda não entendeu que assim tudo fica melhor, mais nítido, mais feliz!

presente-natal

PS: Nunca fui uma compradora compulsiva, ao contrário por vezes e mais vezes, deixei de adquirir algo que desejava por achar que era fútil, que eu não merecia (Esse ano aprendi a me presentear, claro lembrando sempre que é sem exageros, porque me sinto merecedora das minhas conquistas e porque eu sei o que posso e até onde posso.)

*Imagens retiradas do Google. Caso seja o dono nos avise para que possamos creditá-las ou exclui- las.